Serigrafia, 50x50 cm, com moldura 53,5x53,5 cm. Assinada pelo autor - 7/100.

Anna Letycia - Formas - 10x R$85,00 no Cartão

R$ 850,00Preço
  • Anna Letycia, 1929-2018

    Artes visuais / teatro  

     Data de nascimento deAnna Letycia:25-09-1929 Local de nascimento:(Brasil / Rio de Janeiro / Teresópolis) |  Data de morte30-10-2018 Local de morte:(Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

    Biografia

    Anna Letycia Quadros (Teresópolis, Rio de Janeiro, 1929 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018). Gravadora. Seus trabalhos se caracterizam pela economia de traços, pelo uso criterioso da cor e pela leveza sugerida pelas formas sólidas.

    Inicia estudos de desenho e pintura com Bustamante Sá (1907-1988), na Associação Brasileira de Desenho, no Rio de Janeiro, e, na década de 1950, frequenta vários cursos de gravura, tendo como professores André Lhote (1885-1962), Darel (1924), na Escola Nacional de Belas Artes (Enba), e Iberê Camargo (1914-1994), no Instituto Municipal de Belas Artes. Realiza curso de xilogravura com Oswaldo Goeldi (1895-1961), na Escolinha de Arte do Brasil, e de pintura com Ivan Serpa (1923-1973), com quem participa da criação do Grupo Frente. Nessa década, passa a trabalhar exclusivamente com gravura em metal.

    Em 1959, Anna Letycia frequenta o ateliê do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ), coordenado pela artista Edith Behring (1916-1996). É convidada a lecionar gravura no ateliê desse museu, atividade que exerce entre 1960 e 1966. Dentro desse período, dá aulas de gravura em Santiago, onde recebe o título de professor honoris causa da Pontifícia Universidade Católica do Chile, em 1961.

    Na produção de Anna Letycia, a afinidade com a obra de Goeldi  pode ser percebida no clima soturno de algumas gravuras e na ligação com o expressionismo. A artista utiliza frequentemente a imagem do caracol, motivo para geometrizações e múltiplas combinações formais, como em Caracol (1965), obra na qual, através das formas espiraladas, explora sugestões de positivo e negativo, claro e escuro, densidade e transparência.

    A partir de 1968, inclui a caixa como novo elemento formal em suas obras, e como símbolo da dualidade interior/exterior. Em Caixa Voadora (1968) associa às formas espirais e cúbicas sugestões de motivos decorativos arquitetônicos. De uma produção inicial ligada a formas da natureza, a artista passa a criar obras abstratas, revelando constante pesquisa técnica e formal.

    Em 1977, Anna Letycia instala em Niterói a Oficina de Gravura, no Museu do Ingá, que coordena até 1998. Desenvolve ainda atividades de cenógrafa e figurinista, e atua principalmente em parceria com a diretora Maria Clara Machado (1921-2001). Em 1998, é publicado o livro Anna Letycia, de Angela Ancora da Luz, pela Editora da Universidade de São Paulo.

Informações de Contato

Whatsapp ArteRestauro.br

Formas de Pagamento

Parcelamos em até 10x s/ Juros

Cartões de Crédito ArteRestauro

Cadastre seu E-mail

Receba nossas novidades

© 2019 por Arterestauro.br

PCAM Galeria e Consultoria de Artes EIRELI · CNPJ: 36.341.079/0001-61 · adm@arterestauro.com.br · Brasil 
Rua Capivari 215 - Sala 11 - CEP 01.246-020 - Pacaembu - SP