Serigrafia, 50x50 cm, com moldura 53,5x53,5 cm. Assinada pelo autor - 7/100.

Anna Letycia - Formas - Parcele em até 10 x no Cartão

R$ 850,00Preço
  • Anna Letycia, 1929-2018

    Artes visuais / teatro  

     Data de nascimento deAnna Letycia:25-09-1929 Local de nascimento:(Brasil / Rio de Janeiro / Teresópolis) |  Data de morte30-10-2018 Local de morte:(Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

    Biografia

    Anna Letycia Quadros (Teresópolis, Rio de Janeiro, 1929 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018). Gravadora. Seus trabalhos se caracterizam pela economia de traços, pelo uso criterioso da cor e pela leveza sugerida pelas formas sólidas.

    Inicia estudos de desenho e pintura com Bustamante Sá (1907-1988), na Associação Brasileira de Desenho, no Rio de Janeiro, e, na década de 1950, frequenta vários cursos de gravura, tendo como professores André Lhote (1885-1962), Darel (1924), na Escola Nacional de Belas Artes (Enba), e Iberê Camargo (1914-1994), no Instituto Municipal de Belas Artes. Realiza curso de xilogravura com Oswaldo Goeldi (1895-1961), na Escolinha de Arte do Brasil, e de pintura com Ivan Serpa (1923-1973), com quem participa da criação do Grupo Frente. Nessa década, passa a trabalhar exclusivamente com gravura em metal.

    Em 1959, Anna Letycia frequenta o ateliê do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ), coordenado pela artista Edith Behring (1916-1996). É convidada a lecionar gravura no ateliê desse museu, atividade que exerce entre 1960 e 1966. Dentro desse período, dá aulas de gravura em Santiago, onde recebe o título de professor honoris causa da Pontifícia Universidade Católica do Chile, em 1961.

    Na produção de Anna Letycia, a afinidade com a obra de Goeldi  pode ser percebida no clima soturno de algumas gravuras e na ligação com o expressionismo. A artista utiliza frequentemente a imagem do caracol, motivo para geometrizações e múltiplas combinações formais, como em Caracol (1965), obra na qual, através das formas espiraladas, explora sugestões de positivo e negativo, claro e escuro, densidade e transparência.

    A partir de 1968, inclui a caixa como novo elemento formal em suas obras, e como símbolo da dualidade interior/exterior. Em Caixa Voadora (1968) associa às formas espirais e cúbicas sugestões de motivos decorativos arquitetônicos. De uma produção inicial ligada a formas da natureza, a artista passa a criar obras abstratas, revelando constante pesquisa técnica e formal.

    Em 1977, Anna Letycia instala em Niterói a Oficina de Gravura, no Museu do Ingá, que coordena até 1998. Desenvolve ainda atividades de cenógrafa e figurinista, e atua principalmente em parceria com a diretora Maria Clara Machado (1921-2001). Em 1998, é publicado o livro Anna Letycia, de Angela Ancora da Luz, pela Editora da Universidade de São Paulo.

Informações de Contato

Whatsapp ArteRestauro.br

Formas de Pagamento

Parcelamos em até 10x no Cartão

Cartões de Crédito ArteRestauro

Cadastre seu E-mail

Receba nossas novidades

© 2019 por Arterestauro.br

PCAM Galeria e Consultoria de Artes EIRELI · CNPJ: 36.341.079/0001-61 · adm@arterestauro.com.br · Brasil 
Rua Capivari 215 - Sala 11 - CEP 01.246-020 - Pacaembu - SP