Afrescos: um desafio para o restaurador

O afresco é uma técnica de pintura em paredes, onde o trabalho é efetuado com a ultima camada de argamassa ainda úmida. O artista deve trabalhar rápido com as cores, pois as mesmas penetrarão na argamassa e se tornarão parte integrante da prória parede, diferente da chamada pintura mural.


Na imagem abaixo, vemos um recorte da obra - A Lamentação de Cristo - de Giotto Di Bondone (1270-1337). Este artista perfurava o esboço da sua obra na argamassa úmida e espalhava carvão pelos furos, logo em seguida trabalhava com as cores com tintas a base de água. O resultado pode ser apreciado até hoje, como na referida obra.


Giotto criou um estilo naturalista, onde as emoções podem ser vistas no rostos das figuras presentes na obra, diferenciando-se da tradição de pintura na época, na Europa Ocidental, sendo um precursor da principal corrente da pintura moderna.